• Cao beleza
  • Assistencial Pet
  • Solnergy
  • vgs

15 de abril de 2021

Com a modalidade de aulas online, é preciso conseguir adaptar a casa e a rotina para concentração e aprendizagem escolar. Para isso, os pais podem auxiliar os filhos através de algumas simples ações, como:
– Rotina e disciplina: manter uma rotina clara, estabelecendo direitos e deveres da criança. Ela deve ser estimulada para suas metas diárias e combinar horários das atividades. Se ela irá ou não usar uniforme ou o local ideal e exclusivo para os momentos de estudo devem ser definidos previamente.
– Parceria e respeito: se mostre como um parceiro da criança, respeitando o seu tempo de aprendizagem. Não subestime as suas dificuldades e ajude-a a encontrar soluções. Isso não quer dizer que os pais devem fazer as atividades no lugar dos filhos. Os pais devem estender a parceria à escola e aos professores para que todos cheguem a um consenso, priorizando sempre o que for melhor para o aluno, a partir de suas especificidades;
– Menos cobrança: a cobrança extrema para que o aluno cumpra tudo o que for estabelecido pelos pais e pela escola, sem oferecer parceria ou apoio em troca, pode tornar o processo de aprendizado ainda mais complicado. Por isso, imponha limites, mas com apoio e auxílio.
– Mais criatividade: assim como os professores, os pais também devem se esforçar para usar a criatividade e tornar o processo de aprendizado mais eficiente e prazeroso para seus filhos. Caso o conteúdo repassado na aula online não tenha ficado claro para a criança, procure outras alternativas para sanar as dúvidas, seja por meio de um desenho, de uma história, de uma brincadeira com marionetes, etc.
– Harmonia com a escola: busque manter uma relação harmoniosa com a escola e professores, esteja aberto às adaptações. Se trata de um novo formato, com nova linguagem e em um novo contexto.
– Incentivo e elogio: o aprendizado on-line e o próprio contexto da pandemia são obstáculos enfrentados por adultos e ainda mais difíceis para as crianças. Por isso, sempre que possível, incentive e elogie o seu filho. Isso o estimulará a aprender, a recorrer mais à criatividade e a se envolver mais nas atividades;
– Acompanhamento: com a pandemia, problemas de sala foram levados para dentro de casa. Por isso, sempre que possível, busque acompanhar mais de perto o desenvolvimento escolar do seu filho, dando atenção a problemas como falta de concentração ou perda de interesse nos conteúdos repassados pela escola.