• zn
  • Marlova
  • Enzilab
  • Mad Itu

16 de janeiro de 2020

Se deixarmos a cortina de nossos corações fechadas corremos o risco de estar negando a nós a possibilidade de perceber o que temos de melhor.

Abrir-se para novas possibilidades, desafios, suportar frustrações, aumentar a nossa capacidade de resiliência frente ao universo pode nos libertar da pior prisão que a humanidade construiu:  “ A prisão mental”… Expanda sua consciência.

Eu te desafio a me dizer o que tem por trás da cortina?

Gisela Purper Barreto – Escrita Criativa

Psicóloga clínica/Pós-graduada em Arteterapia – Contato: 985843945