• Assistencial Pet
  • Solnergy
  • Mabel
  • Cristal Luz
  • vgs

26 de julho de 2021

Tem um negócio informal ou está pensando em começar o seu empreendimento? A formalização da empresa gera oportunidades e ganhos para os negócios, como também chances de fechamento de parcerias, linhas de crédito, exportação e recebimento de subsídios do governo.
Além disso, é possível ter direitos como aposentadoria, auxílio-doença e maternidade, pode ter descontos e preços acessíveis na compra de materiais, equipamentos etc.
Outra vantagem, é poder solicitar pedido de aberturas de contas bancárias para obter linhas de créditos e empréstimos, podendo investir em novos equipamentos e ou em reformas do seu estabelecimento, adquirir também maquininhas de cartões e contratar funcionários.
Como formalizar um pequeno negócio?
Para abrir e formalizar uma empresa é preciso seguir alguns passos que começa com a abertura do CNPJ.
Uma opção para início do novo negócio, é através do registro como MEI (Micro Empreendedor Individual).
A proposta com a criação dessa modalidade foi legalizar o empreendedorismo individual. Instituído pela Lei Complementar nº128, de 2008, o MEI formaliza a situação de milhares de autônomos brasileiros, dando a eles diversos benefícios.
Benefícios do MEI:
– obtenção de um CNPJ;
– possibilidade de emitir nota fiscal;
– direitos previdenciários garantidos, tais como auxílio-doença e licença-maternidade;
– maiores chances de conseguir financiamentos em bancos públicos.
Porém, para se enquadrar nessa categoria é preciso cumprir alguns critérios, entre eles, o limite de faturamento MEI, limitado a R$ 81.000,00, não participar como sócio ou titular de outras empresas, e que contrate no máximo um empregado.
Deve-se observar, ainda, que nem todos os negócios podem optar pelo MEI. Somente as atividades previstas na legislação, consulte a listagem ou informe-se com profissional da área contábil. – carga tributária reduzida, incluindo isenção de impostos federais;