• saúde
  • bela vista
  • onde comer 2

10 de agosto de 2019

COMPORTAMENTO
Disciplina positiva é caminho de educação não autoritária e colaborativa

Uma comunicação não-violenta, sem ameaças, sem barganha e com efetiva implementação de respeito e limites entre pais e filhos já tem nome: disciplina positiva. Uma abordagem, criada por Jane Nelsen, que busca educar as crianças com firmeza e gentileza, desenvolvendo senso de responsabilidade, autonomia, cooperação e respeito por si e pelos outros traz como reflexo relações de respeito e confiança.
Estudiosos do método asseguram: se a criança sabe que existem pessoas confiáveis e acolhedoras que estão prontas para mantê-las em um “lugar seguro” ao longo da vida, sem ameaçá-las, elas ficarão à vontade para experimentar sua autonomia e sentirão que existe abertura para pedir ajuda quando for necessário.

Como obter cooperação na disciplina positiva

Mostre empatia: seja franca e diga à criança o que você percebe que ela está sentindo e que você entende esse sentimento. Use exemplos pessoais para garantir essa aproximação.
– Encoraje: você pode auxiliar a criança a pensar em alternativas para melhorar seu desempenho na escola, por exemplo. Deixe a criança dar ideias. Se elas não virem espontaneamente, sugira opções para que vocês decidam juntos.
– Use a brincadeira para ensinar: a criança não come? Que tal pensar em uma brincadeira que envolva comidas, frutas e verduras? Planejar um piquenique saudável, brincar de dar comidinhas para bonecas, bichinhos de pelúcia ou dinossauros. Brincar baseando-se nas cores dos alimentos também pode ser legal. Sempre existem tarefas seguras e divertidas que podem se transformar em estímulos de contato com os alimentos.