• Fique em casa
  • Madeireira Itu

18 de fevereiro de 2020

A limitação do meu corpo me despertou, me fez transcender a consciência da minha alma. Fechando os olhos, sinto que posso tocar a beleza desse instante de saudável conexão comigo mesma.

Contemplo a minha imagem que reflete uma estrela, momento em que, de repente, uma voz ressoa em minha mente:  – “Qual é o meu desejo para a minha vida?” O medo da resposta acelera meu peito, mas a voz insiste: “Quem eu sou?” “Para que vim a este mundo?”

Por alguns instantes fico ali apenas a observar aquele tempo. Então algo estranho aconteceu: uma criança aproximou-se de mim e, com seu sorriso encantador, me convidou para brincar. O medo, assustado, se despediu. Não podia suportar tamanha alegria.

Como num passe de mágica, o cenário da minha vida inteira se modificou, abrindo espaço para as respostas. Ao me aproximar daquela criança, percebi que ela era “Eu”!

Boa Reflexão!

Gisela Purper Barreto – Escrita Criativa – Contato: (51) 985843945

Psicóloga clínica/Pós-graduada em Arteterapia